Pensamento por Mim Mesmo - As Frases de Fabian Balbinot

31/05/11 - Saudade dos tempos de criança...

Saudade dos tempos de criança, quando eu podia chorar na frente de todo mundo. Hoje em dia, não consigo mais chorar nem sozinho e às escondidas.

30/05/11 - Livros e literatura

Depois de muito refletir, cheguei a conclusão que adoro ler livros, mas odeio praticamente tudo o que é classificado como literatura pelos intelectuais.

28/05/11 - Glamour

Percebe-se que uma cidade não tem glamour nem classe quando os mais bem vestidos ali são os que estão uniformizados.

26/05/11 - Praticidade

É tão pouco prática a praticidade nesta Era da Informática. Chega a ser paradoxal: quanto mais serviço os computadores nos poupam com suas soluções mirabolantes, mais serviço temos para fazer.

25/05/11 - Não gosto de ver o tempo se arrastando...

Não gosto de ver o tempo se arrastando. Levo um livro e fico lendo sempre que vou pegar uma fila. Assim ignoro o tempo, que se irrita e vai embora até bem rápido.

24/05/11 - Mediocridade nas mídias

As mídias por aí andam transformando a mediocridade em profissão e até mesmo em vocação. Meu maior medo é que consigam elevá-la ao estado de arte.

22/05/11 - Celular

O celular era pra ser uma das coisas mais chatas que já inventaram. Onde já se viu levar o telefone junto ao sair? Talvez por isso esses aparelinhos sejam repletos de coisas que REALMENTE gostaríamos de levar junto quando saímos, como rádio, TV, agenda, jogos, passatempos...

19/05/11 - Dinheiro

O dinheiro é uma invenção magnífica: um meio de troca leve e prático. O que o torna impraticável é quando ele se torna pesado nas mãos de quem o acumula sem intenção de trocá-lo por nada.

18/05/11 - É absolutamente desconfortável...

É absolutamente desconfortável para quem vive de feitos, viver em meio a pessoas que avaliam apenas o que NÃO se fez.

17/05/11 - A droga que mais mata no Brasil...

A droga que mais mata no Brasil são os carros. E as que mais viciam talvez sejam os celulares, os planos de saúde, as religiões e a música ruim.

16/05/11 - Qualidade e quantidade

Notável como a qualidade e a relevância da poesia decrescem à medida em que cresce a quantidade de poetas irrelevantes.

12/05/11 - Dependência

O uso inconsequente de médicos está tornando as pessoas dependentes deles, bem como acontece em relação às drogas.

10/05/11 - Poesia, em relação à prosa...

Poesia, em relação à prosa, me lembra um prato cheio de temperos. É tudo muito colorido e aromático, mas... onde está a comida, mesmo?

09/05/11 - Colecionando palavras

Trato as palavras como um colecionador de borboletas. Cada vez que encontro uma nova que me sirva, tento capturá-la e alfinetá-la nos meus textos.

08/05/11 - Aos dezessete anos

A todas as mães (e pais)... Via de regra, aos dezessete anos, seu filho irá achar banal ou mesmo detestar praticamente tudo o que você apreciava quando tinha dezessete anos...

07/05/11 - Sobre as mães

Nessa correria do dia a dia, as mães reclamam por precisarem ter um celular para manter contato com os filhos e com seus empregos. Realmente, talvez suas vidas fossem bem menos corridas caso não tivessem celulares... ou empregos... ou filhos.

04/05/11 - Dilemas do escritor

Dois dos maiores dilemas que um escritor deve superar: o desgosto que nos causa quando nossa obra desgosta alguém e a eterna impressão de que escrever algo que preste é muito mais fácil para todos os outros escritores, os que prestam...

01/05/11 - Sobre os médicos

Os médicos, hoje, não estão mais nos salvando da morte, mas sim nos convertendo em uma legião crescente de perenes moribundos.

Doença e Cura